WD Blue De 1 TB

is?o5Ko6LrOPnh5Eo3rJxV3GSsG-CKEOjSraiHFx


SSDs são componentes interessantes de pcs de maior desempenho de imediato há um tempo. Aproveitando a chance, veja bem como este outro blog, trata de um cenário relacionado ao que escrevo por esse artigo, podes ser útil a leitura: dicas adicionais. Recentemente, passaram a fazer quota também de modelos intermediários. E não estamos descrevendo dos ultrabooks de entrada, com cache SSD, no entanto sim como armazenamento primário de inúmeras marcas. Quota disso se deve ao gasto por GB mais acessível, comparado aos HDs, assim como na melhor segmentação por parcela das fabricantes.



Atualmente é possível descobrir um "SSD de entrada", onde SSD deixou de ser sinônimo apenas de objeto de maior desempenho pra máquinas premium. Este é o caso da WD Blue da Western Digital, efeito da compra da SanDisk na organização. Não é um paradigma que pretende concorrer com os modelos mais avançados, todavia sim ofertar uma opção acessível para quem quer abandonar o excelente e (bem) velho disco exigente mecânico.





    • 389 Asus/Taichi vinte e um-CW003H


    • Placa de video: NVIDIA GTX 1050 Ti (quatro GB GDDR5)


    • Dois módulos de memória 4GB


    • Informações e Análise de Memória Detalhada


    • Laptop Samsung Expert X51


    • Câmera sobressalente





Será que realmente compensa? Quais são as desvantagens em ligação a modelos mais avançados? É o que vamos ver agora. A WD Blue está acessível no Brasil com capacidades de 250 GB, 500 GB e um TB (padrão que recebemos para testes), trabalhando em tal grau com o SATA III quanto com o SATA M.Dois (modelo AHCI SATA, não PCIe). Em algumas frases, suporta quase a plenitude das máquinas do mercado, inclusive os notebooks e desktops mais atuais, que trazem o padrão SATA M.Dois. De cada forma, a própria segmentação da Western Digital mostra que o WD Blue é um SSD retornado para o público mainstream.



Do mesmo modo a organização faz com os seus discos exigentes, a série Blue é voltada para o amplo público, a Red pra NAS, a Purple para sistemas de vigilância e a série Black mira nos entusiastas. Desta forma, o WD Blue que temos em mãos é o SSD equivalente ao HD WD Blue. Como isso se traduz em números. Segundo o CrystalDiskMark, o WD Blue SSD de um TB alcançlou velocidades de leitura e escrita contínuas próximas de 500 MB/s, o esperado de um SSD intermediário.



São valores por volta de 5 vezes maiores do que um HD comum, porém o questão é o acesso randômico. Por mais que a velocidade de transferência seja perceptivelmente maior, trata-se de um caso raramente achado em "circunstâncias normais de exercício". A operação normal de uma máquina é composta, tipicamente, de milhares de operações de leitura/escrita por segundo. Mesmo se um SSD trabalhasse com as mesmas velocidades de leitura/escrita contínuas de um HD, ainda desse modo memória ram para servidor hp https://www.sinergiati.com.br/memoria-ram a máquina ficaria consideravelmente mais rápida. O ATTO Benchmark é um dos benchmarks de disco mais, digamos, "generosos" do mercado.



Geralmente utilizado pelas próprias corporações para propagandear a velocidade de seus produtos, ele é o programa que geralmente exibe os melhores resultados. Realmente, o WD Blue SSD de um TB alcançou 556 MB/s em nossos testes para as maiores transferências, apresentando resultados similares ao CrystalDiskMark em arquivos de 128 MB. Como somos acostumados discursar aqui no Canaltech, fazer o upgrade para um SSD é um dos melhores investimentos em qualquer máquina.



Isto mesmo em computadores e notebooks mais modestos, pelo motivo de o disco rigoroso é o principal gargalo de qualquer padrão. Utilizamos o WD Blue SSD de um TB como disco secundário em nossos testes e instalamos jogos do Steam e alguns softwares de geração gráfica, como o Photoshop e o Premire. A diferença pra um HD usual é mais percebível do que números podem expressar. Mesmo se tratando de um SSD mainstream, o privilégio nesse paradigma em especial é possuir 1 TB de espaço.



Quem costuma trabalhar com edição de vídeo, a título de exemplo, de imediato não tem que continuar tão preocupado em não lotar o SSD, por causa de há poucos anos a alternativa era entre desempenho e experiência. Neste quesito, o WD Blue SSD de 1 TB é uma das melhores opções que há por aí. Um ponto que não temos dúvidas intrigante é a garantia do WD Blue. A Western Digital oferece até três anos de garantia, desde que o usuário não ultrapasse um limite de transferência de fatos.



Aproximado ao que acontece com veículos, com a revisão ocorrendo por tempo ou quilometragem, o que suceder primeiro. Pode parecer pouco, porém essa quantidade só é atingida se o usuário publicar mais um menos 110 GB por dia diariamente. Por 10 anos. Concretamente, a durabilidade de um SSD depende do tipo de exercício de qualquer um, e um valor tão grande garante que o usuário poderá descrever com o WD Blue por um prazeroso tempo.



O valor depende da perícia de cada paradigma: são cem TB para o WD Blue de 250 GB e duzentos TB pro padrão de 500 GB. GB. Isto para os modelos com conexão SATA III, lembrando que os modelos SATA M.2 bem como estão acessíveis no nação. Como somos acostumados expor, trocar um disco exigente por um SSD é um dos melhores upgrades que o usuário podes fazer. Aliado a um gasto relativamente miúdo por GB, como é o caso da WD Blue (lembrando que estamos no Brasil), temos uma ótima opção para quem estava em busca de um paradigma mais acessível.