Confira Dez Novidades De Academias Pra Deixar O Corpo humano Em Forma Para o Verão


Corrimento vaginal é o nome que damos à secreção de fluidos pela vagina. O corrimento vaginal pode ser qualquer coisa inteiramente normal ou um sinal de doença ginecológica. Por este texto vamos aproximar-se as causas de corrimento vaginal detalhando os sinais que conseguem apontar uma vaginite ou colpite (inflamação da vagina). Este post irá aproximar-se o corrimento nas mulheres em geral. Se você pesquisa infos a respeito corrimento pela gravidez, leia: CORRIMENTO Pela GRAVIDEZ. Antes de falarmos sobre o corrimento vaginal fisiológico, ou melhor, corrimento vaginal normal, não relacionado a doenças, carecemos fazer uma rápida revisão da anatomia ginecológica feminina.



É muito comum detophyll emagrece a confusão entre vagina e vulva. O corrimento geralmente se origina pela vagina e só se torna explícito no momento em que sai pelo orifício externo da mesma. Em alguns casos, o corrimento pode ter origem no colo do útero. Todas as mulheres em idade reprodutiva são capazes de ter um corrimento vaginal normal, chamado corrimento vaginal fisiológico.



O corrimento vaginal normal costuma ser branco, leitoso ou transparente, espesso e com odor fraco. Uma das dicas mais sérias para discernir um corrimento fisiológico é a inexistência de sinais ou sintomas de irritação, como dor, ardência, vermelhidão ou comichão na vagina e/ou vulva.



Contudo, é relevante notabilizar que uma discreta irritação pela vulva podes processar-se em várias mulheres com corrimento fisiológico. A leucorreia ou corrimento vaginal não fisiológico é aquele relacionado a alguma doença ginecológica e podes ter muitas causas. As mais comuns são as vaginites, bem como chamadas de colpites, que é a infecção da vagina, provocada geralmente por bactérias ou fungos. O corrimento também pode surgir por detophyll emagrece atrofia da mucosa da vagina depois da menopausa, alergia a outras substâncias, como espermicidas, ou pela presença de um corpo anormal pela vagina.



Vamos falar resumidamente sobre isso as principais causas de vaginite e corrimento vaginal. Mais dados podem ser lidos nos textos específicos pra cada uma das doenças descritas abaixo. A Candida é um fungo que faz cota da flora natural de germes da vagina.





    • Depois, erga as pernas, com os joelhos dobrados, até formar um ângulo de 45 graus


    • 4 - Coma alimentos orgânicos o máximo que você puder


    • Batata açucarado


    • Inspire e expire


    • um pão Sírio , 125 gramas de homus, cenoura, aipo




brain_rect-vi.jpg


A Candida vive geralmente na nossa pele e não costuma causar sintomas. Mas, a todo o momento que há um desarranjo nas condições habituais do nosso corpo humano, como exercício exagerado de antibióticos, estresse, doenças como diabetes, imunossupressão, traumas, etc., a Candida podes começar a multiplicar-se excessivamente, passando a causar sintomas.



A candidíase vaginal geralmente se manifesta com prurido (coceira) e/ou ardência na vulva, angústia pra urinar, agonia ao longo do feito sexual e um corrimento espesso, sem odor forte e esbranquiçado, diversas vezes comparado com queijo cottage. Para mais sobre o corrimento provocado pela candidíase, leia: CANDIDÍASE | Sintomas e tratamento e Tratamento da Candidíase Vaginal.



A gonorreia e a Clamídia são duas doenças sexualmente transmissíveis (DST) causadas respectivamente pelas bactérias Neisseria gonorrhoeae e Chlamydia trachomatis. Ambas doenças causam uma cervicite (infecção do colo do útero) e são capazes de cursar com corrimento vaginal, geralmente de porte mucopurulento (amarelo turvo).



Outros sintomas associados adicionam dor para urinar, aflição no decorrer do feito sexual, normalmente com sangramento pós-coito e irritação na vulva. Se por acaso você gostou deste artigo e desejaria receber mais informações sobre o conteúdo relativo, olhe neste link detophyll emagrece mais fatos, é uma página de onde peguei boa quantidade dessas sugestões. Pra mais dicas a respeito do corrimento provocado na gonorreia ou clamídia, leia: GONORREIA - Sintomas e tratamento e CLAMÍDIA - Sintomas e tratamento. A tricomoníase é uma doença sexualmente transmissível causada por um protozoário chamado Trichomonas vaginalis.



A vaginite causada pelo tricomoníase geralmente se dá com um corrimento fino, amarelo-esverdeado, de odor desagradável, afiliado aos outros sinais clássicos de vulvovaginite, como agonia ao urinar, irritação da vulva e sangramento/aflição ao longo do coito. O Trichomonas vaginalis pode permanecer assintomático por longo tempo, tornando árduo saber exatamente no momento em que houve a contaminação. Pra mais informações a respeito do corrimento provocado pelo Trichomonas, leia: TRICOMONÍASE - Sintomas e tratamento.



A vaginose bacteriana é a principal razão de corrimento vaginal anormal. É muito comum se associar a vaginose bacteriana à bactéria Gardnerella vaginalis, mas, esta doença é causada pelo progresso de múltiplas bactérias, e não apenas da Gardnerella. O termo vaginose é usado ao invés vaginite neste caso em razão de há pouca ou nenhuma inflamação da vagina, só proliferação bacteriana. O sintoma característico da vaginose é o corrimento vaginal fino e acinzentado, com odor muito potente, tipo peixe podre. Os outros sintomas de inflamação vulvovaginal, como aflição ao urinar, coceira da vulva e aflição ao coito são bem menos frequentes, estando na maioria dos casos ausentes.