Confira As Dez Raças De Cachorro Que Vivem Mais Tempo


Infelizmente a promessa de existência dos cães costuma diversificar entre dez e 13 anos, o que é muito insuficiente se compararmos com os números destinados aos humanos (em torno de 75 anos no Brasil). Perder o animal de estimação é um momento muito dolorido pra qualquer dono, contudo inevitável. Desta maneira, muitas pessoas preferem as raças de cachorro com maior longevidade pela vontade de adiar este desgosto.



Geralmente as raças de cachorro de baixo porte vivem mais do que as de amplo, entretanto vale recordar que nada é uma norma. Vira latas também podem ter um tempo de existência bem vasto. Tendo como exemplo, segundo o Guinness (livro dos recordes), o cão mais velho do universo atingiu os trinta anos e era uma mistura de dachshund, beagle e terrier. Confira a tabela com as 10 principais.



O superior defeito de saúde que atinge estes cães é o respiratório, causado pelo focinho achatado. Todavia, como de imediato existem tratamentos e cuidados eficazes, isso não é alguma coisa muito importante pela quantidade de anos que esse cachorro viverá. Os cachorros idosos dessa raça conseguem alterar na aparência, mas costumam prosseguir muito ativos e brincalhões. A maior parte sofre com Atrofia Progressiva da Retina, um defeito ocular não fatal.



Um Schnauzer Miniatura vive no máximo 14 anos. Do mesmo jeito os pugs esses cachorros possuem o focinho achatado e dificuldades respiratórios, além de grandes chances de surdez e cegueira. Nenhum desses razão tua morte. O Boston Terrier costuma viver em torno de 13 anos, todavia alguns conseguem regressar ao 15º aniversário.



O famoso salsicha tem como principal defeito de saúde a doença do disco intervertebral, por ser muito comprido. Nada que influencie diretamente a possibilidade de vida. Esses cães conseguem entrar aos quinze anos. Nenhuma doença afeta um extenso número dos cães dessa raça e a superior ansiedade dos donos costuma ser luxações e outras dificuldades menores.



Desse modo, um Lhasa Apso pode vir ao 15º aniversário com facilidade. Bem como os Lhasa Apso, a luxação da pata é o defeito mais achado neles. Também vivem em torno de quinze anos. Este cachorro de caça sofre principalmente com a obesidade por serem muito gulosos e com alergias. Nada que um dono cuidadoso não resolva rapidamente. Um Beagle podes viver até dezesseis anos. No entanto, como a todo o momento há uma exceção, um exemplar chamado Bucht morreu com 29 anos, ele morava pela Virgínia, Estados unidos, com a família. Sofrendo poucas alterações genéticas em seu desenvolvimento, esse cachorro não apresenta nenhuma angústia superior com a saúde. Um Maltês poderá regressar até 18 anos. Considerado assim como um dos cachorros mais inteligentes do mundo, o Poodle costuma apresentar adenite sebácea, torção gástrica ou Doença de Addison. Mesmo desse jeito um exemplar costuma viver por volta de dezoito anos. Uma das menores raças de cachorro do mundo está assim como entre as que vivem mais. Como apresentam poucas complicações pela saúde, podem surgir a idade de vinte anos.



O Natal está repleto de tentações para os bichos de estimação, contudo o efeito indesejado poderá ser uma internação no hospital. No Natal, a intoxicação por chocolate é um traço real pros animais domésticos - até 4 vezes maior do que em novas épocas do ano. Um estudo descobriu centenas de casos de cachorros que precisaram de tratamento veterinário após roubar e consumir chocolates no Natal. Desse jeito, veterinários estão tentando alertar as pessoas pra colocarem as sobremesas fora de alcance dos bichos.



Os animais gostam do sabor do chocolate, no entanto isso pode deixá-los doentes, ainda que ingerido em pequenas quantidades. Philip Jones, especialista em epidemiologia veterinária e saúde pública pela Instituição de Liverpool, na Inglaterra. A substância teobromina, encontrada no cacau, é metabolizada mais lentamente nos cachorros e nos gatos. Isso pode conduzir a doenças, acrescento na regularidade cardíaca, agitação e, porventura, morte. Vômito foi o sintoma mais comum de intoxicação por chocolate, seguido de agitação e aumento da regularidade cardíaca.





    • 03 "A Residência na Árvore" vinte e sete de fevereiro de 2017


    • Reduza de vinte a quarenta % o valor energético da ração do seu cão


    • Dicas de Festa Junina nutritiva


    • Dinalva borges freitas argumentou: 30/01/12 ás 20:59


    • 23 BOBBIO, Norberto. A Era dos Direitos, p. 6. Rio de Janeiro: Campus, 1992


    • vince e seis/09/2011 às dez:Cinquenta e oito


    • 8 de setembro de 2017 às quinze:Cinquenta e nove


    • Carla Rodrigues comentou: 02/02/12 ás 14:Vinte e oito




is?PiOF5r7I3JgfbGRmGm7WVtCZO7pI9K7pQ6xZ3


Ainda segundo o estudo, cachorros filhotes e jovens eram mais propensos a fuçar no chocolate e continuar doentes. Pela maioria dos casos, somente pequenas quantidades foram consumidas. Contudo havia exceções, como um cachorro que comeu um vasto número de ovos de páscoa escondidos em um jardim para uma festa infantil. O tipo de tratamento para intoxicação depende do tempo transcorrido desde que o bicho comeu o chocolate.



Ele podes tomar medicamento para atrair o vômito e carvão ativado para interromper absorção de substância tóxica. Bem como pode ter de de novas medicações pra combater os efeitos tóxicos no coração. O Hospital Veterinário Sena Madureira, em São Paulo, registra um aumento de até 20% no número de internações no decorrer das festas de fim de ano.



São casos de intoxicação alimentar, acidentes domésticos com decorações natalinas e no decorrer do estouro de fogos de artifício. E também chocolate, é preciso tomar cuidado especial com a macadâmia e a uva (natural ou passa), que assim como são tóxicos para os bichos, de acordo com Mário Marcondes, veterinário e diretor do hospital Sena Madureira. Outro risco são os ossos de peru, frango, chester, muito comuns no Natal. Eles conseguem estilhaçar e perfurar órgãos internos. Assim como é recomendado evitar oferecer pros bichos comidas diferentes das tuas dietas regulares. Mesmo que não sejam tóxicos, estes alimentos podem produzir vômitos e diarreia.



Depois de desmamar, o sistema digestivo do filhote ainda está imaturo e quebrável. Sendo assim, é melhor não reunir nenhuma mudança repentina à tua dieta. No entanto, tal dieta deve satisfazer seus requisitos nutricionais específicos, possuir uma alta concentração de energia e bem como ser altamente digestível. O episódio é que um filhote de dez semanas exige três,5 vezes mais energia por kg de peso do que um adulto! Na meio ambiente, um gato adulto se alimenta de pequenas presas que caça por instinto.