Au Au Au!!!


EXCLUSIVO | NÃO é em razão de teu cachorro é cheinho de pêlos que está naturalmente protegido contra o frio. Este é o alerta do médico veterinário e diretor clínico do Hospital Veterinário Pet Care Marcelo Quinzani. É preciso relembrar que a maioria dos animais domésticos não sofre grandes mudanças físicas pro período de outono e inverno", adverte. Somente algumas raças como o Husky Siberiano, Boiadeiro Bernês e São Bernardo é que possuem características físicas que os tornam mais resistentes ao gelado que, aliás, agora contou tua potência nos meses de outono deste ano.



Dessa forma, se teu cachorro não faz divisão desse grupo, é excelente alterar uma insuficiente a rotina para que ele não sofra com estes dias mais frios que têm atingido o sul e sudeste do Brasil. Confira abaixo algumas dicas do veterinário Marcelo Quinzani. ABRIGAR os animais em locais protegidos da modificação do tempo como ventos, chuva, sereno e outros, é o primeiro objeto da lista de cuidados que devem ser tomados ao longo dos próximos meses.



A recomendação vale pra pets de todas as faixas etárias. Se o animal dorme em uma área externa da moradia é preciso que ele tenha sua moradia ou canil", pontua o médico veterinário. Alguns cães, mesmo tendo onde se abrigar, preferem dormir ao relento. Se esse for o caso, é preciso prender o animal, principalmente em dias chuvosos", aconselha Quinzani. OS recém-nascidos e com até os dois meses de idade ainda não têm uma inteligência eficiente de manter a temperatura corpórea e perdem calor com facilidade. Sendo assim, dependem de abrigo e da energia fornecida na alimentação, que deve ser oferecida até 4 vezes ao dia", explica.



No frio, a inevitabilidade de energia aumenta e os animais que não recebem condições adequadas de alimentação e aquecimento podem cessar morrendo.is?CbP73FS-Ei0I0yNpgHD0CLB_uCwCrSY7i9weA Atitudes como conservar a ninhada em ambiente protegido, confinar em ambientes pequenos e aquecidos, forrar com panos embaixo e dentro da casinha ou caminha onde os pequeninos dormem, é uma atitude acessível que mantém o aquecimento", esclarece o veterinário.



OS CÃES com idade avançada ou que sofrem com dificuldades osteoarticulares - artrose, calcificações pela coluna e hérnia de disco - tendem a constatar mais dor nos dias frios. Esses, como esta de os animais de pelagem curta devem ser agasalhados. É considerável mantê-los aquecidos e as roupas conseguem ser grandes aliadas", pontua.



Se o animal apresentar sintomas aparentes de angústia, contrariedade de locomoção ou de se erguer pela manhã, dureza e sensibilidade ao toque, o ideal é procurar um especialista para analisar as escolhas de medicação analgésica", recomenda. A ROTINA de banhos e tosas assim como merece muitas alterações quando os termômetros estão nivelados por nanico. Acrescentar o intervalo entre um banho e outro, escolher os locais protegidos e dias mais quentes pra limpeza, secar os animais com secadores e deixá-los com a pelagem mais comprida são atitudes que asseguram o bem-estar dos bichos. Também é importante ter cuidados com o choque de temperaturas.



Sara Cassavia e Silva disse:Dr. Pet: Não, porém tenho uma cadela coker com 5 anos. Ela é muito dócil e obediente.O que me estranha muito é seu susto de pôr a coleira! Nada de excêntrico ocorreu para que isso ocorra(pelo menos que eu tenha visto)Qdo pego a coleira para irmpos passear, ela se esconde debaixo da mesa e, como insisto, ela vem agaixada para colocá-la. Por favor, o que devo fazer? SILVIO NABAS alegou:não consigo fazer o mesmo com meu papagaio, em razão de a bicada dele é muito mais potente, fazendo cortes profundos no dedo, o que posso fazer.



Olá dr pet preciso da tua auxílio! Tenho uma labradora q ta me dando muito serviço socorro! Jéssica disse:Oi Dr. Petty. E NAO GOSTA QUE EU PEGUE O BEBE DE NIMGUEMELA Precisa de UMA EDUCAÇAO . Sibele argumentou:Dr. Pet tenho uma gatinha siamesa que não deixa de modo alguma reduzir as suas unhas, o que posso fazer? Camilla Carvalho falou:Oi Dr. Pet. Não tenho animal silvestre,porém escrevo pra requisitar sua socorro.Tenho uma York que tem pavor de fogos de artifício ou até mesmo de biribinhas.



  • 26/09/2011 às 15:Dezenove

  • Para de cantar

  • Sena Josué falou: 11/09/12 ás doze:03

  • três Anatomia e fisiologia

  • 21 milhões de toneladas de CO2 é o que emite a indústria do papel


Começa a tremer toda, pesquisa se camuflar, requisitar colo, um fundamentado desespero! Não sabemos como agir.E pela rua tem algumas meninas que brincam c/ bombinhas além das festas de final de ano.Não imagino o que fazer p/ encurtar o desgosto dela. Barbacena- mg , onde um camarada produtor de video de uma televisão recinto foi fazer uma reportagem lá e obteve esse papagaio e me deu , faz nove anos. Acho que ele não vem no dedo já que agonia no dedo dele só podes ser , de imediato tentei treina-lo no entanto sem sucesso.



Jocilene disse:Tenho uma papagaia, que adora meu marido (a única pessoa), com ele, ela é super dócil, entretanto com as outras pessoas principlamente comigo é terrivel. Ela chega a voar para me segurar. Não sei mais o que fazer para me aproximar, cada vez ela me odeia mais. Se você puder me mande dicas.



Paulo Andretta falou:Prazeroso dia! Fico no aguardo de uma iluminação. Andressa disse:Dr. Pet,eu tenho 2 cachorras uma puldo e uma dogo argentino e eu queria acustuma-las a fazer suas Higiene no banheiro mais elas não se acostumam e fazem em tuda cota da residência o que que eu faço! Jânette disse:Dr. Pet, eu me chamo Jânette tenho 24 anos moro na cidade de Campo Contente, pela rodovia: Senador Máximo-321 centro- estado de Alagoas, a minha história é o seguinte.