Assalto De Animais Aumenta E A Responsabilidade é Nossa


Quem tem um peludinho em moradia, cuida, leva ao veterinário, fornece banho, alimenta e apresenta amor. Essa é a base da posse responsável. Até o dia que você descuida por segundos e teu cão é levado da tua residência, veículo ou mesmo do seu colo.is?XzR-20vtTsRlJ4N4kUnfwD-wwrhD6lghTef9L Essa é uma realidade que vem crescendo não apenas em São Paulo, como em imensas cidades brasileiras. O que queremos fazer para modificar esta realidade? O último caso de assalto, obteve as redes sociais. Galego, um cão da raça Golden Retriever, de um pouco mais de um ano, foi levado da garagem da sua casa, por um pirralho.



Tua tutora, em desespero, passou noites colando cartazes a busca do cão. O mais divertido da história é que Galego não era o único cão da moradia. Perto com ele vivia um fox paulistinha. Entretanto, não foi levado. Talvez, para o ladrão, esta raça não tenha tanta valia. Por que os cães são roubados?



Esta reposta é muito descomplicado e está pela ponta da língua da Juliana Camargo, presidente da AMPARA Animal: "o destino dos cães roubados é venda ou mesmo utilização como matrizes, pra reprodução". Juliana conta que em uma das comunidades assistidas na ONG, houve o caso de um garoto que apareceu com um cão da raça lulu da pomerânia. Os vizinhos estranharam como um cão tão valioso poderia estar em uma comunidade humilde. Questionado, o moço explicou que tinha comprado o animal para reprodução. Os culpados somos nós! Podes parecer potente, entretanto de fato nós abrimos uma procura muito amplo, que contribui este tipo de mercado de assalto. Se o intuito do larápio é segurar o cão para reprodução, ele procurará animais não castrados (inteiros). Sendo assim, quando você mantém teu animal sem estar castrado, ele poderá, não só ser roubado, como ser utilizado como matriz reprodutiva.



Contudo se você me permite, adoraria de tocar em feridas ainda mais profundas, como a supervalorização das raças. A adoção é uma realidade. Infinitos animais que estavam pela rodovia, hoje estão a espera de um lar, nas ONGs. Entretanto infelizmente ainda há um amplo preconceito com animais sem raça acordada.



Ainda existe um estigma do valor do animal estar em sua raça, na sua origem. Porém para que querem um animal de raça, se a população brasileira é vira lata? Os mitos da adoção ainda imperam no subconsciente humano: "mas que tamanho vai permanecer? Por que coloca-se o pedigree ou uma raça como imprescindível? É um mero detalhe perto do que importa: o amor incondicional" pondera Juliana.is?xcUIOBb52zo28i1el2IgwRALu2-wLc9J7Fnln O afeto não se compra.



  • 1 - Política: deixa com intenção de 2018

  • Eco Record News

  • Ah, os machos! Aqueles comportamentos "estranhos" somem

  • 29 de maio de 2011 às 0:Cinquenta e cinco

  • Simbologia do bumbum


E o Facebook de imediato entendeu essa máxima. Dessa forma mesmo, proibiu o comércio de animais em sua plataforma. Portanto, caso você acesse algum anuncio de venda de cães, gatos ou cada outro animal, você poderá denunciar. Entretanto nem sequer todos pensam portanto. A OLX, por exemplo, ainda está na mentalidade do século passado e aceita comércio de vidas.



Claro que estabelece muitas regras, que devem ser aceitas pelo vendedor. Segundo Juliana, plataformas como esta, facilitam a comercialização dos animais advindos do furto. A plataforma não tem controle de quantos animais são vendidos, imagine se podem controlar qual a origem de cada venda. Em nota, eles salientam que os anúncios são passivos de denúncia.



Porém como eu irei saber se um animal é origem de furto, maus tratos ou cada outra questão parelho? Em resposta à solicitação da coluna Jeito Animal, a OLX esclarece que a publicação de anúncios de animais necessita estar de acordo com os Termos e Condições de Exercício do website.