Água Com o intuito de Que Te Quero!

Capture-vi.jpg


No momento em que seis em cada dez brasileiros estão acima do peso, não é de se espantar que mais uma dieta restritiva esteja ganhando os holofotes do universo fitness. Centrada em um consumo calórico baixíssimo e pela utilização de hormônio da gravidez, a dieta HCG é mais uma a prometer uma grande perda de peso em um curto espaço de tempo. Todavia será que ela de fato dá certo?



É o que vamos conferir abaixo. No início da década de 50 o médico inglês Dr. Albert Simeons observou que jovens obesos que recebiam injeções de HCG apresentavam uma redução no apetite e uma diminuição na circunferência abdominal. Ao mesmo tempo em que eliminavam gordura, perdiam pouca músculo - apesar de o peso não se alterasse de maneira significativa. Com apoio nessa observação, o Dr. Simeons formulou a hipótese de que o HCG foi o responsável por mobilizar a gordura dos quadris e resolveu juntar o hormônio a uma dieta altamente restritiva.



O propósito era obrigar o organismo a usar suas próprias reservas de gordura como combustível para as células. O médico ganhou o repercussão esperado, e seus pacientes começaram a emagrecer e especial info conter as medidas. Apesar de que as análises do Dr. Albert Simeons tenham sido publicadas em destacados periódicos científicos, seus amigos de profissão jamais ficaram convencidos da eficiência e segurança da dieta HCG.



Isto visto que não existe cada comprovação de que o HCG atue no controle do apetite ou em vista disso mobilize os estoques de gordura corporal. O HCG não diminui o apetite e não aumenta a saciedade. Pros pesquisadores, os efeitos da dieta HCG necessitam-se à baixíssima ingestão de calorias sugerida pelo Dr. Simeons, e não exatamente na atuação do hormônio, que teria um efeito placebo.



A gonadotrofina coriônica é um hormônio achado em maiores concentrações no corpo feminino depois da fertilização do óvulo. Poderá-se expor que o HCG serve como estabilizador do meio para que o corpo humano lúteo (infraestrutura que colabora o desenvolvimento fetal) permaneça no ovário nos seis primeiros meses de gravidez e continue a produzir progesterona. No momento em que o óvulo é fecundado existe um acrescento na concentração de HCG no sangue e na urina, parâmetros que são analisados através de kits de farmácia destinados a provar uma possível gravidez. Se habitualmente o corpo contém até 5mUI/mL de HCG na circulação, na gestação esse valor podes ir de 300.000 mUI/mL. Tempo de três semanas para readaptação à alimentação normal.



Caso elimine mais de 17 kg antes dos quarenta dias é recomendável interromper a dieta. De forma igual, quem pretende perder mais de 17 kg tem que aguardar ao menos seis semanas antes de reiniciar a dieta HCG. Como vimos acima, o Dr. Simeons dividiu a dieta HCG em quatro fases distintas: fase de carregamento, fase dois, fase de mudança e fase de estabilização do peso.



  1. 4 - O Feijão

  2. 1/2 xícara de suco de laranja

  3. Alimentação com saúde e balanceada

  4. Trote bem devagar por cinco minutos

  5. Óleo de oliva extravirgem e vinagre balsâmico

  6. Pela dieta da proteína poderá tomar cerveja

  7. Duelo a celulite

  8. Efeito ante oxidante, duelo os radicais livres os causadores do envelhecimento precoce


A primeira etapa da dieta HCG dura 2 dias e começa com a aplicação do hormônio e a pesagem inicial. Nestas 48h você irá tomar o hormônio por duas vezes, contudo não irá fazer dieta restritiva. A ideia por aqui é preencher as células de gordura com o máximo de ácidos graxos que ela comportar, porque desse modo (presumivelmente) o organismo recebe a mensagem de que já tem gordura bastante e não deve armazenar mais nada. Ainda na manhã do primeiro dia não se esqueça de se pesar, tomar as medidas e até já fazer imagens para comparação ao encerramento da dieta.



Após os dois primeiros dias de "engorda" é chegada a hora de reduzir as calorias e focar nos objetivos. Continue com a aplicação do hormônio, no entanto reduza tua ingestão calórica pra 500 kcal ao dia e mantenha por isso até tomar o peso desejado ou desse modo atingir o limite de quarenta dias de dieta. Suba pela balança diariamente de manhã e consuma apenas os alimentos para emagrecer rápido permitidos sem ultrapassar as 500 calorias. Pra facilitar a eliminação das toxinas originadas através da oxidação das gorduras e também pra atiçar a saciedade, é fundamental ingerir ao menos dois litros de água durante esta segunda fase da dieta HCG.



A pouca oferta de energia pro organismo pode dificultar a prática de exercícios físicos desse período, entretanto caso sinta-se disposto, tente introduzir caminhadas leves na sua rotina. Um outro local envolvente que eu adoro e cita-se sobre o mesmo assunto nesse blog é o website suplemento para queimar gordura e definir músculos, www.cheapchristianlouboutinshoes.in.net,. Talvez você goste de ler mais sobre isso nele. Esta fase dura somente três dias e se inicia logo depois você ter atingido o peso desejado; ou dessa maneira um momento mínimo de 23 dias para quem necessita perder até 7 kg. Tão logo termine a fase 2 você terá que interromper o uso do HCG, e prosseguir por mais três dias com a dieta restritiva de 500 calorias. Este período sem HCG serve para o organismo "voltar ao normal" e reduzir as altas doses do hormônio presentes na circulação. Com duração de vinte e um dias, esta costuma ser a fase mais respeitável - e algumas vezes mais complicado - da dieta HCG. E por abundantes motivos.



Após tantos dias com insuficiente alimento, o organismo tende a reter tudo que é consumindo, as células clamam por energia rápida (carboidratos) e após um período de sacrifícios a comoção de recompensa está mais forte do que nunca. Quer dizer: após vinte e três ou mais dias com só 500 calorias e quase nada de açúcares, a blogster.com vontade de ingerir para se "premiar "por ter conseguido perder calorias pode botar a perder todo o vigor de semanas. Para impossibilitar que isto ocorra você deverá acrescentar seu consumo calórico de maneira bastante gradual, e continuar focando nas proteínas e semelhantes página web gorduras. Evite os vegetais ricos em amido (batata açucarado, mandioca, etc), massas e doces em geral.



Reiterando: nada de açúcar ou carboidrato pela fase de estabilização. Não existe uma quantidade de calorias exata para esta fase, em razão de o corpo humano estará tentando restabelecer o equilíbrio e trazer o metabolismo de volta ao normal. Tente conservar-se na faixa de um.200 a 1.500 calorias, lembrando que o sério nesse lugar é preservar e não emagrecer. Caso o ponteiro da balança comece a subir, analise tua dieta e faça transformações no cardápio a final de não recuperar em poucos dias os quilos que levou semanas pra perder.



Nos dois primeiros dias da dieta HCG pra perder calorias você vai ter que consumir alimentos calóricos e com grande teor de gordura. Exemplo: queijos amarelos, carne vermelha, salmão, óleo de coco, creme cheese, amendoim e azeite. Deixe os carboidratos de lado e utilize vegetais, proteínas e gorduras para atingir a cota de 500 calorias diárias. Gorduras: somente a presente nos alimentos. Não é permitido usar óleo pra cozinhar. Açúcar e carboidratos continuam proibidos nesta fase de estabilização do peso. Além do açúcar, sobremesas em geral, pães, queijos, embutidos, cereais, leguminosas (feijão, grão de bico, lentilha) e refrigerantes (mesmo os lights) não entram no cardápio da dieta HCG. Fique concentrado aos rótulos: muitos alimentos de sabor salgado contêm açúcar pela relação de ingredientes.