Nove Maneiras Claro E Equilibradas De Comer Proteínas Em Todas As Refeições Do Dia

Capture-vi.jpg


Uma vontade comum entre a maioria das pessoas é perder aquela indesejável "barriguinha". Mas, pra que este intuito seja alcançado são necessárias boas orientações profissionais e muita força de desejo! Porém, é fato que outras dicas podem ajudar. Abaixo, confira muitas orientações essenciais, que fazem toda a diferença pela hora de você correr atrás do seu propósito! Coma de três em 3 horas: essa é a primeira dica da nutricionista esportiva Vanessa Lobato.



É importantíssimo comer a cada 3 horas para preservar o metabolismo ativado e evitar a emoção de fome que nos fazem sair com facilidade da dieta", diz. Impeça as frituras: a nutricionista esportiva Vanessa destaca que elas são as principais vilãs das dietas de quem procura perder gordura e perder barriga. Continue-se bem hidratada: não importa se o seu maior desejo é perder as gordurinhas da barriga, perder peso ou, simplesmente, ser mais saudável, é fundamental preservar-se bem hidratado.



E uma interessante ideia nesse sentido é conduzir sempre uma garrafinha de água, aonde quer que você irá. Não tome refrigerantes: a nutricionista Vanessa destaca que eles também são vilãos da dieta, "devido ao grande conteúdo de açúcares, corantes e substâncias químicas que atrapalham o bom funcionamento do nosso organismo". Impossibilite refrigerante light/zero: de acordo com Vanessa Lobato, até mesmo as versões zero/light devem ser evitadas, pelo excesso de corantes, adoçantes, sódio, que causam inflamações. Quanto ao açúcar, neste tipo de refrigerante não há, o que reduz o valor calórico, no entanto devido aos outros exageros e a inexistência de nutrientes, o consumo necessita ser esporádico", acrescenta. Se quiser saber mais informações sobre nesse cenário, recomendo a leitura em outro excelente site navegando pelo hiperlink a a frente: lista de alimentos para emagrecer (www.fox21delmarva.com).



Beba um tanto de água antes de se alimentar: a nutricionista Vanessa explica que beber um tanto de água, cerca de meia hora antes de comer, amparar um tanto na saciedade. No entanto impossibilite consumir altas quantidades, para não causar um atraso pela digestão", diz. Não beba durante as refeições: Vanessa Lobato explica que este vício faz com que o tema ácido do estômago seja diluído, causando um atraso na digestão.



Outro fator é que deixamos de mastigar acertadamente e ‘empurramos’ a comida com o líquido. E, o terceiro ponto, é que o alto volume gástrico causado pelo consumo do líquido dilata o estômago, causando mais inchaço estomacal", destaca. Reserve um Leia Mais Aqui dia pra comer o que gosta: não seja tão radical, pra não transformar sua reeducação alimentar em um pesadelo. Vanessa Lobato explica que temos vontades a serem saciadas, pois, desejamos esporadicamente consumir o que nos apresenta entusiasmo. O mais relevante é consumir o que realmente gostamos e não consumir por causa de tem ou porque é uma celebração.





    • Um colher (chá) de mel


    • Braço: 35 centímetros


    • um taça de vinho tinto por dia também é permitida, porém não exagere


    • Massa integral


    • Deite-se no chão ou em um banco





Precisamos ser seletivos nos abusos", diz. Aposte num prato colorido: quanto mais colorida uma refeição, mais saudável ela tende a ser. Cenoura, alface, espinafre, pimenta e tomate, a título de exemplo, possuem cores importantes e são ótimas possibilidades! Tire do cardápio os alimentos de fast food: não é segredo pra ninguém que as comidas de fast food são prejudicais à saúde. Elas são carregadas de calorias e gorduras e, além de outros mais malefícios, contribuem (e muito!) para o acréscimo da indesejável barriguinha. Aposte nos sucos: os sucos naturais são ótimas opções para substituir o refrigerante.



Porém, mesmo sendo saudáveis, não precisam ser consumidos em excesso. Impossibilite os doces: carboidratos, proteínas e gorduras são matéria prima para produção de energia, porém, no momento em que consumidos em excesso, são estocados na forma de gordura. Além disso, os açúcares, em geral, estão muito associados ao acréscimo de fome e ansiedade, favorecendo uma ingestão cada vez maior de alimentos. Evite alimentos industrializados: eles são ricos em conservantes, sal, açúcar e, geralmente, pobres em nutrientes. Impeça carboidratos refinados: os alimentos refinados (pães, arroz, biscoitos) geralmente são pobres em vitaminas e minerais. Espere um tanto antes de redizer: você sabia que demora alguns minutos pro seu estômago perceber que está contente? Em vista disso é respeitável que você espere e pense um tanto antes de repetir teu prato. Coma devagar: adquira o hábito de mastigar lentamente, sem pressa. Consumir devagar fará com que você tenha tempo suficiente pra perceber no momento em que necessita parar. E proporcionará ainda uma melhor digestão, além de fazer com que você aprecie melhor os alimentos.



Reduza o consumo de sal: além de outros mais estragos, ele faz com que o corpo humano retenha líquido e fique com uma aparência de inchado. Diminua ou corte o consumo de álcool: além de teu efeito intoxicante, o álcool também é catabólico, acarretando em perda de músculo e, consequentemente, queda do metabolismo e ganho de gordura. Prepare seus próprios alimentos: dê preferência à comida feita na sua residência. Isto já que, até já alguns alimentos que asseguram ser apropriados a uma dieta, são diversas vezes cheios de conservantes danosos à saúde.